Marcelo Vieira – Política comentada e atualidades

Notícias, informações, entrevistas, reportagens e furos sobre política.

Busca em todo o site

Mata Roma: construtora beneficiada com licitação direcionada é do sogro da prefeita

Por Marcelo Vieira Política
 





Do Atual7

A Construtora São Lourenço Ltda, de CNPJ 10.402.298/0001-10, que faturou R$ 431.392,40 da verba federal depositada nas contas da Prefeitura de Mata Roma para construir uma quadra poliesportiva no município, é de propriedade de João Bernardo Neto, o ‘João Lúcio’, pai do ex-deputado Paulo Neto, esposo da prefeita da cidade, a peemedebista Carmem Silva Lira Neto.

Ex-prefeito do município, o sogro da prefeita de Mata Roma é conhecido da Justiça por participar de outras ações que envolvem o desvio de dinheiro público – chegando a ter pedido de prisão decretado, sempre em parceria com o filho.

Nessa quarta-feira (16), o Atual7 revelou que um relatório da CGU, de um levantamento feito entre os dias 18 e 22 de março de 2013, aponta que a Prefeitura de Mata Roma, comandada pelo casal Neto, beneficiou empresas com recursos federais no âmbito de programas de governo ligados à Saúde e Educação do município. A São Lourenço foi uma delas.

De acordo com a Controladoria-Geral da União, o esquema funcionava por meio de licitações direcionadas, onde as contratadas recebiam a verba pública apesar de não executar ou executar irregularmente obras e serviços.

No caso da obra que gerou quase meio milhão de reais para a construtora do sogro da prefeita, registros feitos em Mata Roma, no último dia 4, mostram que, além da falha estrutural, o serviço não foi concluído.

Sobre a sócia de João Bernardo Neto na São Lourenço, o Atual7 apurou que Katyane dos Santos Almeida teve seu nome cadastrado no programa Bolsa Família, de onde recebeu um bom dinheiro, agora em 2013. Apesar de ter declarado possuir baixa renda, ela chegou a fazer uma doação para a campanha de Carmem Neto.

Luis Fernando confirma apoio à candidatura de Lobão Filho ao Governo

Por Marcelo Vieira Política
 





O senador Edison Lobão Filho (PMDB) confirmou ontem que o ex-secretário de Estado da Infraestrutura e ex-pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, Luis Fernando Silva, declarou apoio a sua pré-candidatura e mostrou-se disposto a atuar na campanha assim que a candidatura for confirmada em convençLobão Filho foi convidado para representar o grupo comandado pela governadora Roseana Sarney (PMDB) na eleição deste ano justamente após a desistência do ex-auxiliar da governadora. E garante que a relação entre os dois será de colaboração.

De acordo com o pré-candidato peemedebista, durante a reunião com Luis Fernando, que ocorreu em Brasília, na residência do senador, o ex-secretário de Estado deu alguns detalhes sobre a rede de apoios que já havia construído no Maranhão para viabilizar sua candidatura e fez colocações sobre a escolha de Lobão Filho.

“A reunião foi ótima. O Luis Fernando está animado, está tranqüilo. Ele me explicou as razões de ter saído. Tivemos uma conversa longa sobre todos os contatos que ele fez nesse um ano e tanto que ele foi candidato e ele está convicto de que eu fui uma escolha excelente do grupo. Acha que realmente eu tenho condições de vencer a eleição e está pronto para ajudar no que for necessário”, declarou.

O senador acrescentou que Luis Fernando revelou a ele não ter interesse em candidatar-se a nenhum outro cargo nas eleições deste ano e que está disposto a colaborar com a coordenação de campanha peemedebista.

“Ele disse que não quer ser absolutamente candidato a nenhum cargo eletivo e está pronto para lutar comigo no Executivo se eu ganhar e está à minha disposição a qualquer momento, a qualquer minuto”, completou.

Preocupação

Lobão Filho externou também uma preocupação que Luis Fernando tem demonstrado em conversas reservadas com aliados, após a abdicação da pré-candidatura.

Segundo o senador, o ex-secretário temia que muitos dos seus aliados e apoiadores rejeitassem um substituto, por achar que ele houvesse sido vetado em detrimento de um novo nome que representasse o grupo na eleição deste ano.

“Ele teve realmente grandes demonstrações de carinho, e ficou preocupado de as pessoas pensarem quem eu o estava tirando da disputa e por isso tratou de esclarecer a todos quantos pôde que em primeiro lugar veio a desistência dele e, depois, veio a minha escolha”, esclareceu.

(As informações são de O Estado)

Segurança deve ser reforçada durante feriadão em São Luís

Por Marcelo Vieira Política
 





Segundo o Comando do Policiamento Metropolitano de São Luís, 750 policiais militares, com o apoio de homens da Ronda Ostensiva Tática Móvel (Rotam) e do Batalhão de Choque farão a segurança em São Luís durante o feriado prolongado de Semana Santa e Tiradentes.

Serão priorizados os locais onde haverá encenações alusivas à data religiosa, especialmente o bairro do Anjo da Guarda e o município de São José de Ribamar. Também haverá policiais a pé, em viaturas e em motocicletas nos arredores de igrejas católicas, principalmente no Centro e em determinados bairros (Fátima, Liberdade e adjacências).

De acordo com o comandante do CPM, tenente-coronel Marco Antônio Alves, do total de homens que farão a segurança na cidade, pelo menos 26% do efetivo (200 homens) serão deslocados para a Via Sacra, no Anjo da Guarda. “É um local que deverá receber, pelo menos, 200 mil pessoas por apresentação. Por causa da grande concentração de pessoas para assistir a esse importante espetáculo, a Polícia Militar dará atenção especial. No entanto, é preciso ressaltar que, por causa de um pedido feito por responsáveis de determinadas paróquias da capital maranhense, daremos uma atenção especial a algumas igrejas cujas celebrações religiosas se estenderem até o período noturno”, disse.

A superintendência da Polícia Civil da Capital informou que, durante o feriado, os plantões da cidade manterão a rotina normal. Nesta sexta-feira (18), haverá plantão na sede do 5º Distrito Policial (Anjo da Guarda), por causa da realização da Via Sacra, na área Itaqui-Bacanga. A Delegacia de Homicídios também deverá ter expediente normal, durante o feriado.

G1.maranhão

Sucessão 2014: se o filho perder, quem sairá derrotado é o pai

Por Marcelo Vieira Política
 





A governadora Rosana Sarney tem falado a amigos mais próximos e aos parentes que pretende ficar distante da sua própria sucessão. Ela entende que tinha um candidato, que era Rosana Sarney. Se ele perdesse para Flávio Dino, ela seria a derrotada.

Com a substituição de Fernando por Lobão Filho, encerrou sua participação mais ativa na campanha. Numa eventual derrota do senador do PMDB, o fracasso será debitado na conta do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão.

A indicação do filho do ministro saiu da cabeça “inocente” do senador José Sarney, que se retira da vida pública, dando a impressão que saiu vitorioso. Tanto que não pretende arriscar uma disputa pelo Amapá.

A filha governadora avisa que do seu governo não sairá um investimento financeiro na campanha majoritária, exceto os já comprometidos com convênios e autorização de obras.

E pretende ao máximo evitar gastanças nas pastas da Saúde, Segurança Pública e Educação, hoje em mãos de seus mais fiéis aliados. São mais de R$ 3 bilhões até dezembro que serão aplicados até lá.

Blog do Luis Cardoso

Mesmo sem o PSDB, Eliziane Gama diz que não desistirá de sua candidatura ao governo do estado…

Por Marcelo Vieira Política
 





A deputada estadual Eliziane Gama (PPS) disse agora há pouco em um conversa rápida com o titular do blog, que não irá desistir de sua pré-candidatura por conta, simplesmente, da decisão do PSDB de apoiar o comunista Flávio Dino.

“Vamos continuar conversando com os partidos em busca de alianças. Pretendemos conversar com o PDT, PHS, PSL, PEN e outros mais. Não vamos  desistir até esgotarmos todas as possibilidades”. Disse.

Vale lembrar, que o PPS hoje conta com ex-pedetistas que foram defenestrados  pelo grupo que passou a dominar o atual PDT.

Mesmo assim, a deputada disse que irá buscar um entendimento para conseguir trazer o PDT, que foi preterido por Flávio na indicação do vice.

Por fim, ela garantiu – tentando passar aquela confiança que deve ter todo candidato- que termos surpresas nos próximos dias.

Hoje pela manhã, ela disse ao jornalista Gilberto Léda que só soube da adesão dos tucanos á pré-candidatura do comunista “pelos jornais”

Imagem do dia: mais um problema sem solução na gestão de Holandinha…

Por Marcelo Vieira Política
 





 

Três pontos de alagamento foram registrados na tarde desta quarta-feira (16) por conta das chuvas que atingiram a região metropolitana de São Luís.

Nas rua Pardais e Azulões, bairro Renascença, pelo menos quatro carros continuam boiando em frente ao Curso Wellington. O local sempre sofre inundações.

Já na rua Guriatã, próximo à Ordem dos Advogados do Brasil, e também na avenida Carlos Cunha, próximo à Secretaria de Estado da Saúde, mais pontos de alagamento. O Corpo de Bombeiros já está a caminho do local.

Em casos de alagamentos, o Corpo de Bombeiros avalia os danos e solicita apoio, se necessário, da Defesa Civil. Móveis danificados são resgatados e, se não tiver como escoar a água, paredes são quebradas para que a água empoçada flua.

Prefeitura de Mata Roma simulou licitações de R$ 1 milhão para beneficiar empresas

Por Marcelo Vieira Política
 





Atual 7

Um relatório da CGU, de um levantamento feito entre os dias 18 e 22 de março de 2013, aponta que a Prefeitura de Mata Roma, administrada pela peemedebista Carmem Silva Lira Neto – em sociedade com seu esposo, o ex-deputado Paulo Neto -, beneficiou pelo menos quatro empresas com recursos federais no âmbito de programas de governo ligados à Saúde e Educação do município.

Gerando uma despesa de R$ 1.082.560,36 (um milhão, oitenta e dois mil, quinhentos e sessenta reais, e trinta e seis centavos) para o já amassado cofre de Mata Roma, os contratos envolviam a construção de creche (PAC II) e quadra poliesportiva, Módulos Sanitários Domiciliares e Sistema Simplificado de Abastecimento de Água.

O esquema funcionava por meio de licitações direcionadas, onde as contratadas recebiam a verba pública apesar de não executar ou executar irregularmente obras e serviços.

De acordo com a CGU, as beneficiadas com a verba federal foram as construtoras São Lourenço Ltda, de CNPJ 10.402.298/0001-10, que faturou R$ 431.392,40 para construir uma quadra poliesportiva no município; a E.C.C. Construções Ltda, de CNPJ 13.519.933/0001-31, que levou R$ 270.887,08 para a construção de uma creche; a ECC Construções Ltda, de CNPJ 13.519.933/0001-31, beneficiada com R$ 244.780,88 pela produção de módulos Sanitários; e a Construtora Talento Ltda, de CNPJ 05.572.919/0001-73, que embolsou R$ 135.500,00 por um sistema de abastecimento de água.

Ricardo Murad não tinha como deixar a SES para disputar uma reeleição…

Por Marcelo Vieira Política
 





Quando o secretário de Saúde – e hoje também titular da Segurança- Ricardo Murad anunciou que não seria mais candidato a reeleição muita gente ficou sem entender. Em seu lugar, ele pretende eleger a filha, Tatiana Murad.

Mas, o pedido de afastamento do supersecretário, feito pelo Ministério Público no último dia 4, por improbidade administrativa, talvez explique e seja apenas um dos motivos que levaram Murad a desistir de sua reeleição garantida de deputado estadual.

A medida foi tomada após vários casos de descumprimento das ordens expedidas pelo Juízo da Fazenda Pública de Imperatriz, o que demonstrou a omissão ímproba do secretário.

Ricardo Murad é quem comanda o programa “Saúde é Vida” do governo do estado, que prevê a construção de 70 hospitais espalhados pelo Maranhão.

Com apenas metade dos hospitais entregues, o programa Saúde é Vida está mergulhado em denúncias de corrupção. A oposição na Assembleia cansou de denunciar casos envolvendo supostas licitações fraudulentas e desvio de recursos.

O caso mais emblemático da suposta corrupção no programa Saúde é Vida é a reforma do Hospital Carlos Macieira, que até hoje não foi concluída e já dura quase 4 anos.

Além dos problemas no Programa Saúde é Vida, Ricardo administra pessoalmente outros assuntos da SES, que envolve contratos com empresas e convênios com municípios de todo o Estado. Sem contar a parte política.

A decisão de permanecer na SES, talvez não tenha sido uma escolha e sim uma necessidade do secretário Ricardo Murad. É ele e só ele, que tem verdadeiramente conhecimento do que acontece hoje na pasta.

Sair e deixá-la sob a responsabilidade e outrem seria o mesmo que entregar a chave da “caixa preta da saúde do estado”. A coisa é tão seria que o secretário não confiou a missão nem aos aliados mais próximos.

E pior de tudo, sabedor das chances de uma vitória de Flávio Dino, Ricardo teme que toso os podres da SES sejam revelados , também por isso ele precisa ficar até o final do governo, para independente de quem vença as eleições não fique nenhuma ponta do lado de fora.

Mesmo assim, se o governador for Flávio Dino, Ricardo estará em maus lençóis.

Holandinha que se cuide em 2016…

Por Marcelo Vieira Política
 





Blog do Marco D’Eça

A história abaixo foi contada ao blog por algumas das próprias testemunhas do encontro.

Dia desses, numa dessas reuniões políticas, o chefão comunista Flávio Dino fez uma referência ao comportamento do ex-governador Jackson Lago (PDT) nas eleições de 2008.

- O doutor Jackson Lago era governador e tinha dois candidatos aliados à prefeitura. Eu e o Castelo. A única coisa que pedi a ele foi que não se envolvesse na disputa. mas ele resolveu usar o governo em favor de Castelo. Foi a partir daí o nosso afastamento - disse Dino, segundo o interlocutor do blog, para completar, convicto:

- É um erro que não pretendo cometer como governador.

Da reunião participavam, além dos aliados do PDT e do PSB, também o tucano Neto Evangelista, o socialista Roberto Rocha e a deputada estadual Eliziane Gama (PPS).

Tanto Evangelista, quanto Eliziane, além de Bira do Pindaré (PSB), e até Roberto Rocha,  todos têm interesse nas eleições de São Luís.

E entenderam o recado.

Para eles, o chefão comunista estava dizendo para não se preocuparem que ele não iria se envolver na campanha de 2016, em São Luís.

Pelo menos foi esta a impressão passada pelos próprios ao blog.

Eliziane e Neto Evangelista devem seguir com Flávio Dino nas eleições de governador, que já tem Bira do Pindaré e Roberto Rocha. E nenhum deles parece preocupado com eventual envolvimento do chefão em 2016.

Ao que parece, apenas alguém tem que se preocupar:  o prefeito Edivaldo Júnior.

Por que o recado foi claro e direto…

Na Bahia, sim… no Maranhão, não …

Por Marcelo Vieira Política
 





O PMDB da Bahia oficializou ontem que vai apoiar o candidato tucano a presidente da república.  O presidenciável senador  Aécio Neves (PSDB-MG) foi à salvador para participar do ato que oficializou a união das oposições numa chapa única à disputa pelo governo do estado, que tem Paulo Souto do DEM como pré- candidato a governador e Geddel Vieira Lima pré-candidato a senador pelo PMDB.

Os tucanos vão apoiar a candidatura peemedebista ao governo, em troca do palanque para Aécio Neves.

Antes mesmo de se confirmar, a  aliança baiana levou a especulações de que o acordo PSDB/PMDB poderia ser formalizado também no Maranhão, com Lobão Filho (PMDB) candidato ao governo e João Castelo (PSDB) ao Senado.

Durante discurso em Salvador, Aécio chegou a afirmar que outros estados poderão formalizar uma aliança PMDB /PSDB.   “Hoje há setores da base governista insatisfeitos com isso que está aí. A partir do que se construiu na Bahia, com a liderança de Geddel, que possamos ter parceiros do PMDB em outros estados”, acrescentou Aécio, que atacou o governo Dilma. “A omissão do governo federal na questão da segurança é criminosa. O Brasil precisa de uma política nacional de segurança pública”, disse o presidenciável tucano.

Mas, essa possibilidade foi descartada pelo pré-candidato a governador Lobão Filho que já declarou que seu palanque no Maranhão é exclusivo da presidente Dilma Rousseff (PT).

Com informações do Correio da Bahia