Marcelo Vieira – Política comentada e atualidades

Notícias, informações, entrevistas, reportagens e furos sobre política.

Busca em todo o site

Roberto Costa destaca greve dos professores municipais

Por Marcelo Vieira Política
 





Na sessão desta terça-feira, o deputado Roberto Costa (PMDB), pediu a atenção da Assembleia Legislativa para os quase cem dias de greve dos professores da rede municipal de ensino. O deputado cobrou da prefeitura de São Luís um posicionamento diante das humilhações que os professores tem passado e diante do prejuízo que isso representa para a educação , mas disse também que é dever da Assembleia tratar o assunto.

O parlamentar disse ser inadmissível o fato de milhares de crianças, que dependem da escola pública, na capital, estarem sem aulas. Roberto Costa declarou ser vergonhosa a forma como essa greve vem se estendendo, a ponto dos professores se acorrentarem e fazer greve de fome, como forma de chamar a atenção para as causas por eles reivindicadas. As faltas escolares afetam, também, a realidade financeira de muitos lares, que contam com o pagamento mensal do Programa Bolsa Família. Para muitas crianças a ida à escola representa ainda, a única refeição do dia, o que passa a ser comprometido com o período de greve.

Para o peemedebista, a atual situação dos professores municipais é a maior vergonha pela qual o Estado passa. “O que mais precisamos tratar, atualmente, não é de campanha política, é deste massacre que estão fazendo com nossos professores e nossas crianças”, disse o deputado.

Roberto Costa encerrou pedindo que o assunto seja tratado como prioridade dentro da Casa.

Lobão Filho destaca-se em primeiro debate ao vivo

Por Marcelo Vieira Política
 





Em debate promovido pela TV Guará na noite desta segunda-feira (18), o candidato Lobão Filho (PMDB) da coligação “Pra Frente, Maranhão” sobressaiu-se com equilíbrio, respostas coerentes e propostas concretas.

A primeira pergunta dirigida ao candidato peemedebista teve como tema Desenvolvimento Social. Ele reconheceu que o Maranhão tem problemas a serem vencidos para elevar seu IDH e propõe que uma imagem positiva do estado seja propagada a nível nacional e internacional, para que possamos atrair investimentos. O candidato sugere ainda investimentos significativos na agricultura e no microempresário para que o crescimento econômico possa gerar ainda melhorias na saúde, na educação e um Maranhão mais justo para todos.

No segundo bloco do debate, os candidatos responderam a perguntas feitas por entidades de classe. Em espaço aberto para comentar as respostas dos adversários, Lobão Filho, cordialmente, concordou com a resposta dada por Zé Luís Lago (PPL) à Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB sobre capacitação profissional. O peemedebista complementou a resposta com sua proposta de criação de cursos profissionalizantes no ensino médio, prevista em seu Plano de Aceleração do Maranhão – PAM, a partir das vocações econômicas de cada região, além da implantação de unidades da Uema no interior do estado para garantir uma formação de qualidade a todos os maranhenses.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão – Fiema, Edilson Baldez, levantou o potencial do Maranhão para se desenvolver e seus entraves com logística. Sobre o assunto, Lobão Filho endossou que é preciso distribuir as riquezas do estado com instalação da fábrica de celulose no sul do Maranhão, ferrovias que cheguem a todo o nosso estado e, sobretudo, fazer escoar a produção de soja. “Trazendo crescimento, traremos a justiça social para mudar o estado do Maranhão”, avaliou.

Em considerações finais ao debate, Lobão Filho propõe a renovação da política maranhense, ressaltando a divergência com a mudança proposta e implantada pelo grupo comunista, responsável por transformações catastróficas para vários municípios. Ele destacou ainda seu propósito de entrar na casa de cada um dos maranhenses e transformar suas vidas. “Fui preparado a vida inteira para este momento, aprendi a fazer as coisas acontecerem”, enfatizou. Por fim, ele convoca a todos para que, irmanados, possamos fazer um Maranhão melhor.

Direito de resposta – Lobão Filho, obteve direito de resposta no ultimo bloco sobre a acusação de estelionato eleitoral feita pelo candidato Saulo Arcangeli (PCB), em referência à instalação da Refinaria Premium em Bacabeira. O peemedebista respondeu que a refinaria “é uma realidade que vai mudar a vida dos maranhenses. Não é possível que um empreendimento tão grande não seja algo que o Maranhão tenha como mecanismo para o seu desenvolvimento. É lamentável que alguns mau políticos torçam contra o sucesso deste projeto tão benéfico para o estado”, replicou.

BOX:

Incoerência – O candidato do Partido Comunista do Brasil – PcdoB, Flávio Dino, negou participação na eleição do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda (PTC), em reconhecimento à desastrosa gestão municipal de seu aliado político e abstendo-se de qualquer responsabilidade sobre o caos no município. Porém, em comentário anterior, o comunista associou os trabalhos do Governo Estadual a Lobão Filho, em virtude do apoio que este recebe da governadora Roseana.

Além disso, em resposta a Saulo Arcangeli, Dino diz não ser legítimo criticar o prefeito de São Luís, porque o mesmo não estava presente no debate, porém, todos os esforços do candidato do PCdoB estiveram concentrados em disparar críticas à família Sarney, igualmente ausente no estúdio

Professores decidem permanecer na Prefeitura e fazem greve de fome

Por Marcelo Vieira Política
 





Os professores da rede municipal de ensino de São Luís, em greve desde o dia 22 de maio, iniciaram ontem greve de fome até que as reivindicações da categoria sejam atendidas. Eles permanecem na sede do executivo municipal, no Palácio de La Ravardière, e decidiram pela radicalização do movimento por causa da intransigência do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) que, segundo eles, se nega as negociar com a categoria. Uma nova reunião entre os professores e o Ministério Público (MP) está marcada para amanhã.

Ontem, seria realizado novo encontro, na sede das Promotorias de Justiça da capital, entre as partes envolvidas no conflito para que chegassem a um acordo, porém o titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Geraldo Castro, não compareceu ao encontro.

Indignação – A reunião estava agendada para as 11h, com a presença dos promotores de Justiça Maria Luciane Lisbôa Belo (Educação) e Márcio Thadeu Silva Marques (Infância e Juventude), que mediariam o encontro entre professores e o titular da Semed. Porém, às 15h30, mais de quatro horas depois do horário previsto para o início da reunião, os docentes receberam a informação que Geraldo Castro não estaria presente ao encontro, pois ainda estaria sendo elaborada uma contraproposta para apresentar à categoria. Apenas dois representantes da secretaria foram ao encontro.

A ausência do titular da Semed no encontro, que havia sido agendado por ele mesmo na tarde de domingo, dia 17, revoltou os professores.

Na avaliação da professora Elisabeth Castelo Branco, presidente do Sindicato dos Profissionais do Ensino Público Municipal de São Luís (SindEducação), o não comparecimento de Geraldo Castro à reunião representa a falta de compromisso da gestão municipal com a educação da cidade. “Isso demonstra a inoperância e a falta de respeito do prefeito Edivaldo Holanda Júnior e do secretário Geraldo Castro. Eles não estão se dispondo a resolver o problema da educação”, disse a líder sindical.

O advogado do sindicato, Antônio Carlos Ferreira, também se revoltou com a ausência do secretário de Educação. “Até agora não houve nenhuma proposta do Município. Isso não é negociação”, afirmou.

Assembleia – Os docentes saíram da sede das promotorias e se dirigiram para o Palácio La Ravardière, sede do executivo, na Praça Pedro II, que está ocupado desde o dia 13. Do lado de fora do prédio, foi realizada uma assembleia da categoria, na qual foi decidido que a paralisação, iniciada no dia 22 de maio, continuaria por tempo indeterminado. Também ficou decido que os professores permaneceriam na sede da Prefeitura e fariam greve de fome até que as suas reivindicações fossem atendidas.

O encontro reuniu aproximadamente 500 professores. Durante a assembleia, a presidente do sindicato exaltou-se ao tratar das insatisfações da categoria com a administração municipal. “Nós temos um prefeito que não tem respeito com a educação municipal e uma administração inoperante. Ninguém vai sair daqui enquanto não houver negociação, pois o prefeito terá de aprender a respeitar a categoria”, disse Elisabeth Castelo Branco, que fez um apelo para que os professores não voltem para as salas de aula enquanto as reivindicações da categoria não tenham sido atendidas.

Além do reajuste de 20% e data-base de acordo com a Lei do Piso, os docentes pedem a implantação imediata dos direitos estatutários, retroativos das progressões (vertical, horizontal, difícil acesso e titulação) e melhoria das estruturas e condições de trabalho, entre outros pontos. O Estado entrou em contato com a Prefeitura de São Luís para saber como estavam as negociações com os professores da rede municipal, mas até o fechamento desta edição nenhuma resposta foi obtida.

Desempenho de Lobão Filho e Pedrosa em debate preocupa campanha de Flávio Dino

Por Marcelo Vieira Política
 





A expectativa da oposição com o primeiro debate na TV realizada ontem pela TV Guará era das melhores. Na cabeça de seus membros, o candidato do PCdoB, Flávio Dino, seria de longe o que se sairia melhor. E eles  ainda contavam com um fraco desempenho do candidato da situação, Lobão Filho, considerado pela campanha comunista um tanto despreparado. Mas, não foi bem como eles imanaram.  Com uma postura firme, Lobão Filho não deixou perguntas sem repostas e reagiu à altura aos ataques maliciosamente  disparados pelo comunista.

Não  bastasse o bom desempenho de Lobão Filho, ainda teve o candidato do PSOL, Antonio Pedrosa, que depois de demostrar conhecimento sobre os temas, deixou claro em suas considerações finais que Flávio Dino não representa qualquer novidade para a política maranhense e que suas práticas não trazem esperança ao povo.

Orientado a não passar a imagem de arrogante carrancudo, como é conhecido, Flávio Dino se esforça para sorrir durante sua apresentação. Em suas perguntas, mostra malicia e provoca Lobão Filho sempre que pode com o velho e surrado discurso da oligarquia que governa há 50 anos. Nas respostas tenta passar a ideia de que é um “gênio” da administração pública, mesmo tendo como única experiência sua passagem pela Embratur, marcada por suspeita de fraude em contratos. Em sua ideias superficiais, Flávio quer convencer que tem a solução para todos os problemas, mas o que apresenta na verdade são apenas propostas generalizadas usadas em todas as campanhas, sem de fato explicar para o eleitor como vai fazer para colocar o que pensa em prática.

O debate de ontem revelou como deverá ser o tom da campanha de Flávio: prometer , prometer e prometer. Exatamente como fez ao pedir  votos em 2012 para eleger Edivaldo Holanda Júnior, quando prometeu a tal mudança e a tal esperança. O resultado disso todos já sabem.

Lobão Filho por sua vez, propôs renovação da política maranhense, ressaltando a divergência com a mudança proposta e implantada pelo grupo comunista que trouxe mudanças catastróficas para vários municípios maranhenses. O peemedebista destacou ainda seu propósito de entrar na casa de cada um dos maranhenses e transformar suas vidas. “Fui preparado a vida inteira para este momento, aprendi a fazer as coisas acontecerem”, enfatizou. Por fim, ele convoca a todos para que, irmanados, possamos façamos um Maranhão melhor.

Para quem achava que Flávio Dino iria deitar e rolar nos debates e que encontraria pela frente um Lobão Filho despreparado, pelo jeito, quebrou a cara.

Acorrentados na prefeitura, professores anunciam greve de fome

Por Marcelo Vieira Política
 





G1 MA

O grupo de professores que está acorrentado no Palácio de La Ravardière, sede da Prefeitura de São Luís, anunciou, nessa segunda-feira (18), o início de uma greve de fome coleitiva. A ocupação do local entrou no sexto dia nesta terça-feira (19). A informação foi publicada pelo jornal “O Estado do Maranhão”.

Segundo o comando da paralisação, o objetivo da greve de fome é pressionar a prefeitura a retomar as negociações pelo aumento dos salários e melhores condições de trabalho.

Nessa segunda, estava prevista uma reunião na sede da Promotoria da Educação entre os docentes e a Prefeitura de São Luís. O secretário municipal de Educação Geraldo Castro Sobrinho não compareceu, mas enviou dois representantes que teriam avisado sobre a elaboração de uma contraproposta à categoria.

Aproximadamente 500 professores participaram de uma assembleia realizada nessa segunda-feira, em frente à sede da prefeitura. Eles decidiram pela continuidade da greve e que o grupo permanecerá no palácio e fará greve de fome até que as reivindicações da categoria sejam atendidas.

Ocupação
Os professores ocuparam a sede da prefeitura no dia 13 de agosto, depois depois que a 1ª Vara da Infância e Juventude de São Luís atendeu ao pedido de tutela antecipada do Ministério Público do Maranhão (MP-MA) e concedeu liminar determinando o reinício imediato das aulas na rede municipal de ensino.

No dia 22 de maio, a categoria iniciou a paralisação total das atividades e continuam em greve mesmo após decreto de ilegalidade do movimento pelo Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA).

Os trabalhadores reivindicam 20% de reajuste salarial e data-base de acordo com a Lei do Piso, implantação imediata dos direitos estatutários, retroativos das progressões (vertical, horizontal, difícil acesso e titulação), além de melhores condições de trabalho. Até o momento, a prefeitura mantém contraproposta de 3% e obras de reparo em 50 escolas, alegando falta que a aplicação de um reajuste superior ao proposto implica no descumprimento de regras impostas pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que prevê como limite de gasto com pessoal 54% da receita.

Vídeo: PF faz busca e apreensão no edifício de luxo de Barbosa da Dimensão

Por Marcelo Vieira Política
 





Blog do Luis Pablo mostra abaixo um vídeo em que policiais federais chegando no edifício de luxo do empresário Antonio Barbosa Alencar, dono da Dimensão Engenharia.

O apartamento do mega empresário do ramo da construção fica localizada no bairro do Calhau, com vista para a Praia da Litorânea.

Nas imagens, um agente federal fala que o dono da construtora tem um inquérito na PF. “Ele [Barbosa] já tem um inquérito na Polícia Federal”, diz o agente.

Barbosa da Dimensão é um dos envolvidos no esquema fraudulento que teve uma movimentação superior a R$ 500 milhões, com carteira de financiamento de imóveis da Caixa Econômica Federal.

O empresário teve o pedido prisão pela Polícia Federal, mas juiz federal Ivo Anselmo Júnior negou e concedeu apenas a condução coercitiva.

O construtora vai responder, na medida de suas participações, pelos crimes de gestão fraudulenta, estelionato, peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, advocacia administrativa, violação de sigilo funcional, inserção de dados falsos e sonegação fiscal.

Blog do Luis Pablo

“O pedido de Eduardo para não desistirmos do Brasil deve ser cumprido por todos nós!”, afirma Eliziane

Por Marcelo Vieira Política
 





A candidata a deputada federal, Eliziane Gama (PPS) e uma comitiva de políticos maranhenses acompanharam neste domingo (17) o velório e enterro do presidenciável Eduardo Campos(PSB), que morreu em um acidente aéreo na cidade de Santos na ultima quarta-feira, dia 13 de agosto.

Eliziane foi prestar suas últimas homenagens a Eduardo Campos, grande liderança política brasileira e um dos maiores nomes da nova política no país.

“Somamos nossa voz com a de centenas de pessoas nas ruas de Recife, que entoaram um coro homenageando ao Eduardo guerreiro do povo brasileiro”, relatou Eliziane sobre a frase dita diversas vezes no cortejo fúnebre.

Ao lado de Marina Silva, a parlamentar esteve no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo pernambucano, e também no cemitério de Santo Amaro, onde uma multidão emocionada foi se despedir de Eduardo Campos.

A deputada comentou o legado de Eduardo Campos para todo o país e completou: “A gente não vai desistir do Brasil. Nós levaremos a diante o compromisso de fazer deste país o melhor lugar para criar nossos filhos”, disse Eliziane lembrando um dos comentários feitos por Eduardo Campos no Jornal Nacional do dia anterior ao acidente.

Eduardo em São Luís

Eliziane Gama que sempre foi defensora da candidatura de Eduardo Campos no Maranhão por causa da sua forte atuação e do sonho da nova política no Brasil, afirmou que a morte dele representa uma grande perda para o país neste novo momento político.

“O Brasil perde um dos grandes nomes da nova política. Perdemos um político cheio de vitalidade, com forte atuação como governador, e que, sobretudo acreditava no nosso país”, lamentou.

A deputada lembrou que Eduardo Campos e Marina Silva participaram em São Luís no ultimo dia 10 de julho do lançamento de sua candidatura a deputada federal. Na oportunidade, Eduardo defendeu que o Maranhão precisa da voz da nova política em Brasília e Eliziane representaria muito bem o Maranhão e o Brasil na Câmara Federal.

“O último compromisso de Eduardo no Maranhão foi quando veio pro lançamento de nossa candidatura, ele acreditava no projeto do Maranhão, no projeto do Brasil. Sua frase pedindo para não desistir do Brasil deve ser cumprida por cada um de nos!”, concluiu

PF desarticula esquema que pode ter desviado R$ 500 milhões da Caixa

Por Marcelo Vieira Política
 





A Polícia Federal desarticulou hoje (18), em São Luís, um esquema montado por funcionários da Caixa Econômica Federal (CEF) que pode ter resultado em fraude no valor de R$ 500 milhões.

Desde as primeiras horas da manhã, por meio da Operação Cartago, estão sendo cumpridos 19 mandados de busca e apreensão, 18 de condução coercitiva e 7 comunicações de suspensão da função pública. Participaram da ação 121 policiais federais.

Segundo a PF, empregados da Caixa estavam criando empresas fictícias em nome de parentes para ser contratadas pelo banco para prestar serviços como correspondentes bancários imobiliários.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, embora fossem realizados diretamente pelos clientes, os contratos mencionavam as empresas como intermediárias. “Essa situação rendia o pagamento indevido de comissões”, diz a instituição, em nota oficial.

“Foram montados escritórios de atendimento no interior das agências bancárias, utilizando espaço físico, mesas, cadeiras e até computadores da Caixa. Os empregados dessas empresas chegaram a ter acesso às senhas restritas aos funcionários da Caixa. Em uma única agência durante o ano de 2010, verificou-se que todos os contratos de financiamento firmados eram fraudulentos. As fraudes verificadas em várias agências da Caixa totalizaram uma movimentação superior a R$ 500 milhões”, completa o comunicado.

Um desses correspondentes atuou diretamente com a Dimensão Engenharia, em São Luís, onde agentes federais amanheceram nesta segunda-feira. Eles estiveram também na residência de um dos sócios da construtora.

Extra-oficialmente, funcionários da empresa disseram ao blog que os policiais apenas buscavam documentos que pudessem dar mais consistência à denúncia contra a quadrilha.

A PF informou também que os envolvidos responderão pelos crimes de gestão fraudulenta, estelionato, peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, advocacia administrativa, violação de sigilo funcional, inserção de dados falsos e sonegação fiscal.

Em tempo: O nome da operação faz alusão à queda da cidade de Cartago em decorrência da corrupção da aristocracia da cidade, durante a Terceira Guerra Púnica.

 

Caravana do 15 promove união e ganha força no estado

Por Marcelo Vieira Política
 





Nesta quinta etapa de incursões ao interior do estado, entre os dias 15 e 17, o candidato ao governo do Estado, Lobão Filho (PMDB), recebeu o carinho da população e o apoio das lideranças políticas de 11 municípios. Caminhadas, carreatas, reuniões e comícios reuniram eleitores e lideranças oposicionistas em um só propósito: avançar com Lobão Filho.

Em Coroatá, durante comício, na noite do dia 16, o peemedebista foi recebido com fogos de artifícios, bandeiraço e uma multidão de milhares de pessoas que lotaram a praça José Sarney. Na ocasião, o candidato contou com o apoio da prefeita Teresa Murad (PMDB), que agradeceu a participação popular na campanha de Lobão Filho e demonstrou confiança na eleição do candidato.

No mesmo dia, uma imensa carreata percorreu as ruas de São Luís, liderada pelos aliados, filhos e amigos de Lobão Filho. O percurso incluiu a Lagoa da Jansen, Avenida dos Holandenses, Avenida Litorânea, Avenida Daniel de La Touche e Avenida Jerônimo de Albuquerque, e contagiou a população por onde passou.  “Ouvi um som na rua e  isso me chamou atenção. Quando vi que era do meu candidato, Lobão Filho, não pensei duas vezes e coloquei meu carro na rua também”, comentou com empolgação, o sr. Oswaldo Menezes, morador da Cohama.

Ainda no sábado, o candidato visitou os municípios de São Mateus, Alto Alegre, Peritoró e Timbiras. Em Alto Alegre, ele falou sobre desenvolvimento e assegurou que vai trabalhar para distribuir adequadamente as riquezas do estado. “Por aqui passam todos os dias muitas riquezas, mas nada fica para o município. Vamos atrair para cá indústrias e alavancar a economia dessa região. Já temos a matéria prima e trabalhadores à espera de uma oportunidade”, justificou o candidato.

Defensor da campanha de Lobão Filho, o prefeito de Alto Alegre, Maninho do Alto Alegre (PTB), afirmou com segurança que o candidato peemedebista é o melhor para o Maranhão. “Com o seu caráter empreendedor vamos dinamizar a nossa economia e gerar emprego e renda para o nosso povo”, disse, confiante, o líder municipal.

Na sexta-feira (15), o peemedebista iniciou a agenda em Vitória do Mearim e foi recebido calorosamente por populares e lideranças políticas. O prefeito de Vitória do Mearim, Dóris Rios (PV), garantiu apoio e voto a Lobão Filho, por este representar “a verdadeira mudança que o Maranhão necessita: com mais renda e emprego e melhores perspectivas para todos”.

Ao ouvir as declarações de apoio das mais diversas lideranças, Lobão Filho destacou que assim tem sido em todos os municípios. “Correntes políticas adversárias estão se unindo, dando as mãos, por um Maranhão mais rico e mais justo. E essa demonstração de confiança nos alegra e nos fortalece a cada dia”, comemorou o candidato. “As melhores emoções desta campanha política vêm do carinho e do calor que eu tenho recebido das pessoas em todos os lugares por onde passo. Essa demonstração de apreço é impagável”, afirmou.

No domingo (17), ele esteve ainda em Lima Campos, onde garantiu: “ainda no primeiro semestre do meu governo todos os cidadãos maranhenses terão acesso a internet banda larga gratuitamente”. Ele recebeu o apoio do prefeito Jaílson Fausto Alves (PR) e diversas lideranças oposicionistas no município.

A ex-prefeita de Lima Campos, Fátima Lopes (PRB), destacou que nesse momento as divergências políticas municipais serão esquecidas porque “temos um projeto maior: eleger Lobão Filho governador do Maranhão e assegurar que o nosso estado continue nessa caminhada rumo ao desenvolvimento pleno”.

Carreata da vitória encanta Ludovicenses

Por Marcelo Vieira Política
 





 Uma imensa carreata percorreu as ruas de São Luís, neste sábado (16), em apoio ao candidato ao governo do Estado da coligação “Pra Frente, Maranhão”, Lobão Filho (PMDB). A concentração aconteceu às 16h, com centenas de carros reunidos na Arena Beach Soccer (Lagoa da Jansen) e as áreas percorridas foram Lagoa da Jansen, Avenida dos Holandenses, Avenida Litorânea, Avenida Daniel de La Touche e Avenida Jerônimo de Albuquerque.

Lobão Filho cumpre até o dia 17, agenda no interior do estado, mas sua ausência não desanimou os aliados e eleitores. Pelo contrário, o objetivo do evento foi demonstrar apoio à campanha e mobilização paralela na capital e interior. “Estamos reunindo o máximo de pessoas, convocando todos para renovar o Maranhão. Todos que acreditam em um Maranhão melhor e mais justo são bem-vindos”, declarou Tatiana Lobão, filha de Lobão Filho, que liderou todo o movimento ao lado do irmão, Lucas Lobão.

Por onde a carreata passou, os moradores ficaram surpresos com a quantidade de carros envolvidos e com a empolgação dos participantes. Márcia Pinheiro, moradora da Cidade Operária, passava pela avenida Daniel de La Touche quando avistou a movimentação no local. “Nunca tinha visto uma carreata como essa. É carro que não acaba mais. São Luís está com Lobão Filho”, opinou.

Assim também é o pensamento de Oswaldo Menezes, que também quis participar da carreata. “Ouvi um som na rua e  isso me chamou atenção. Quando vi que era do meu candidato, Lobão Filho, não pensei duas vezes e coloquei meu carro na rua também”, comentou com empolgação.