Prefeitura de Itinga põe em risco a vida de alunos e professores

Uma grave denúncia chegou ao Blog do Neto Ferreira, onde mostra irregularidades sanitárias e de segurança na Escola Hélio Soares, localizada no assentamento Açaizal.

Distante 107Km de Itinga do Maranhão, a escola onde diversos alunos reclamam do calor excessivo por falta de ventilação tem oferecido até “água barrenta” para os alunos beberem.

“Nós moradores e pais de alunos não aguentamos mais essa situação”, diz pai de aluno.

Com alunos estudando em uma sala de taipa e sem a menor dignidade, a prefeita Vete Botelho parece nao se preocupar com a atual situação da educação do município e muito menos com o futuro das crianças do Itinga.Pelo menos é o que se pode perceber a partir das fotos a baixo:

Governadora leva ações do Itinerante a Vargem Grande

Deputado Fábio Braga com a governadora Roseana durante entrega de sementes

Nesta terça-feira (30), o Governo Itinerante esteve em mais dois municípios, Vargem Grande e Nina Rodrigues, onde a governadora Roseana Sarney inaugurou a primeira Academia de Saúde do Maranhão, e o Centro de Ensino Unificado (CEU) Maria Quaresma. O deputado Fábio Braga elogiou as ações do governo na região assim como em todo Maranhão.

No município de Vargem Grande, além de inaugurar a Academia de Saúde do Maranhão, a governadora entregou uma patrulha mecanizadora à Associação de Produtores de Vargem Grande, um trator de resfriamento de leite e visitou ações do governo instaladas na cidade, como a unidade móvel do Viva Cidadão.

Na ocasião Roseana Sarney disse que o Governo não para de trabalhar pelo estado. “O maranhense tem garra, força, vai à luta pelos seus direitos e sobrevivência. Esse é o estado que eu quero: um Maranhão forte e bonito”.

O prefeito de Vargem Grande, Edvaldo Nascimento falou sobre as ações do Governo Itinerante no município. “O Governo Itinerante está promovendo cirurgias de catarata, o Viva Cidadão está instalado no município e muitas outras iniciativas trazidas pela governadora como ações sociais, entrega de sementes e oferta de cursos já estão acontecendo. Obrigado, Roseana”, pontuou.

Do site do Governo 

Deputado Roberto Costa participa de encontro regional do PMDB

Agência Assembleia 

Com exposições de personalidades importantes do partido, O PMDB realizou, no último final de semana, encontros regionais nas cidades de São João dos Patos e Governador Eugênio Barros. Ao todo, o partido reuniu representantes de mais de 25 municípios, entre prefeitos, vereadores e lideranças, das regiões do Médio Sertão e da mesorregião do Centro Maranhense.

A comitiva contou com a presença do presidente de honra do partido, senador João Alberto; do presidente em exercício, Remi Ribeiro; deputado estadual Roberto Costa; deputado federal Sétimo Waquim; o presidente da JPMDB e secretário adjunto de Juventude, Assis Filho; e a presidenta do PMDB Mulher, Kátia Lobão.

O presidente estadual do partido afirmou que o objetivo dos encontros era o de fortalecer as bases. “Representantes de 25 municípios estiveram presentes participando dos dois encontros. Nós estamos fortalecendo as bases e ouvindo os municípios, ouvindo as lideranças, mesmo que haja momento de discordância, mas aqui é o fórum que trazemos à tona as discussões que vão ajudar o partido”, disse Remi Ribeiro.

Experiente, com 9 mandatos eletivos, o senador João Alberto falou aos companheiros de partido da suas experiências em eleições e também falou da importância do fortalecimento do partido. “Essa conversa que estou tendo com vocês é pra dar um pouco da minha experiência. Estamos hoje aqui promovendo esses encontros no intuito de fortalecer cada vez mais o nosso partido. Vamos trabalhar para que na próxima eleição, em 2014, nós elejamos nosso governador, nosso senador e uma bancada maior de deputados federais e estaduais do nosso partido, para que possamos continuar a desenvolver o nosso estadol”, afirmou o senador.

O deputado estadual Roberto Costa destacou a representatividade do PMDB no Maranhão  e no Brasil. “O 15 significa trabalho, significa desenvolvimento. Significa dizer que temos lideranças políticas como o senador João Alberto, como a governadora Roseana, como o deputado Sétimo, como nosso ministro Gastão Vieira, como o Ministro Lobão, o senador Sarney, que é um grande político maranhense, uma das pessoas que tem grande importância para a política brasileira. O PMDB hoje é um partido que anda de cabeça erguida em todo o Maranhão.”, lembrou Costa.

O peemedebista também destacou a atuação da governadora Roseana Sarney, também companheira de partido. “A governadora tem sido uma pessoa incansável trabalhando para o desenvolvimento do Maranhão, principalmente nessa região do Médio Sertão e mesorregião central do estado, que tem crescido muito, graças ao apoio da governadora Roseana. A descoberta e exploração de gás natural, por exemplo, se deu por incentivo dela. Ela tem todo um trabalho que é contínuo, sempre pautado no desenvolvimento econômico e social do estado”, disse o parlamentar.

JUVENTUDE 

A juventude esteve presente nos encontros e o presidente da JPMDB ressaltou a importância do segmento na política do estado.  “A juventude é um dos grandes instrumentos de participação. O jovem precisa ser tratado como instrumento de direitos. Nós queremos pedir o envolvimento dos nossos jovens na política, pois como já diria Ulysses Guimarães, que não gosta da política não gosta da vida. A política tem que ser tratada como verdadeiro instrumento de transformação da sociedade.”, afirmou.

Durante a sua fala, Assis Filho também destacou que o partido está oferecendo, em todos os municípios, cursos de Formação Política para a Juventude, oferecidos gratuitamente pela Fundação Ulysses Guimarães.

PMDB MULHER

Nos dois municípios, após o encontro geral, a presidente do PMDB MULHER, Kátia Lobão, organizou um grupo especifico de mulheres, que abordou discussões como “Saúde da Mulher” e a “Mulher no Cenário Político”.

CCJ discute projetos de combate à violência contra a mulher

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Assembleia Legislativa iniciou, na manhã desta terça-feira (30), a apreciação de dois projetos de autoria da deputada Gardênia Castelo (PSDB), que prevêem políticas públicas de combate à violência contra a mulher.

Durante a reunião ordinária da CCJ, entrou em discussão o Projeto de Lei nº 058/2013, de Gardênia Castelo, que cria o Sistema Integrado Estadual de Registro de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher no Estado do Maranhão, intitulado ‘SOS Mulher’.

Presidida pelo deputado Edilázio Júnior (PV), a reunião da CCJ contou também com a presença dos deputados Manoel Ribeiro (PTB), Neto Evangelista (PSDB), Stênio Rezende (PMDB) e Gardênia Castelo, que fez uma defesa tanto do projeto do ‘SOS Mulher’ quanto do Projeto de Lei nº 064/2013, que dispõe sobre campanha continuada de caráter político-educativo de repúdio aos crimes de violência contra a mulher.

A deputada Gardênia Castelo explicou que o Sistema ‘SOS Mulher’ pretende tabular e interligar documentos e informações de diversos órgãos, sejam eles públicos ou privados e ligados ou não a aparelhos de segurança pública do Estado como delegacias e hospitais, para que sejam centralizados em um banco de dados.

A ideia, segundo a deputada, é que, com este arsenal de informações, as autoridades competentes possam agir com mais velocidade, objetividade e eficácia no combate à violência contra a mulher.

Com o projeto de sua autoria, a deputada Gardênia Castelo propõe ainda a criação de um número de telefone especifico no âmbito da Secretaria de Segurança Pública do Estado, que opere através de uma central com apenas três dígitos para facilitar o acesso de usuário, nos moldes de um disque denúncia, que seja de fácil memorização.

“O nosso objetivo é o de colaborar no sentido de combater a violência contra a mulher, que é uma questão muito grave, pois está em muitos lares, atingem a mulher jovem, mulheres de idade, enfim, de maneira muito desconfortável, e isso nos inquieta muito”, afirmou a deputada Gardênia Castelo, vice-presidente da CPI de Combate à Violência Contra a Mulher.

Diante dos integrantes da CCJ, a deputada advertiu que são cada vez mais alarmantes as estatísticas de ocorrências de crimes contra a mulher. Ela pediu aos membros da CCJ que a ajudem na aprovação de seus dois projetos de lei.

“Esta questão precisa de fato ser tratada com muita determinação, com muita perseverança para que a gente possa contribuir para minimizar essa praga, ou essa chaga que ainda existe no dia de hoje, que é a violência contra a mulher”, enfatizou a deputada Gardênia Castelo.

Secretário abandona audiência e Câmara critica arrogância do governo Edivaldo‏

A Câmara Municipal de São Luís (CMSL) promoveu uma audiência pública nesta segunda-feira (29) para discutir a problemática da coleta e acondicionamento dos resíduos sólidos na capital maranhense. O secretário Municipal de Obras e Serviços Públicos, José Ribamar Silveira, até foi à Casa de Leis, mas abandonou o evento sem participar da discussão, alegando que iria “tapar buraco”.

A atitude de Silveira revoltou o líder da oposição, vereador Fábio Câmara (PMDB/foto), que estuda uma forma de acionar o auxiliar do prefeito na Justiça por crime de responsabilidade. “Gostaria que o secretário tivesse a mesma capacidade que esta Casa tem para dialogar. Uma audiência pública é para ouvir a população. O secretário se negou ao debate, demonstrando a arrogância do governo Edivaldo para com a população ludovicense”, criticou Câmara.

Para o peemedebista, a forma como o secretário deixou a audiência pública fez diminuir o papel que o Parlamento tem em relação ao Executivo

“Quando nós [vereadores] convidamos um secretário e ele não vem, nós diminuímos. Quando nós temos uma audiência marcada, tudo confirmado e um secretário desmarca em cima da hora, ou simplesmente vai embora, nós diminuímos. E, quando nós nos negamos a convocar o prefeito ou um secretário qualquer para parecermos corteses e educados, enquanto o prefeito e o seu secretariado continua sem demonstrar ter qualquer respeito ou consideração para com este parlamento, nós apenas diminuímos”,declarou o parlamentar.

Durante um breve pronunciamento na tribuna da Casa, o vereador Fábio Câmara, pediu aos colegas para resgatar o respeito do Parlamento diante à sociedade, que não acredita mais em sua representatividade.

“Hoje existe um movimento nacional coletando assinaturas para tornar lei federal de iniciativa popular – assim como foi com a Lei da Ficha Limpa – o trabalho não remunerado de vereadores e vereadoras. E isso é o que acontece com quem apenas aceita diminuir e ser diminuído”,desabafou.

Por ter abandonado a audiência, vários assuntos que envolvem resíduos sólidos, ficaram sem respostas claras do secretário, demonstrando total despreparo do titular da pasta.

“Além de despreparado, o secretário é covarde. Eu gostaria que ele estivesse presente para fazer alguns questionamentos”, afirmou o parlamentar.

De acordo com o Fábio Câmara, o secretário se mostrou muito bravo, irritado e chegou até a chamá-lo de burro e mentiroso durante uma entrevista cedida a uma das nossas emissoras de rádio.

“O secretário Ribamar Silveira afirmou ter recebido a Secretaria sem carros e sem equipamentos. A imprensa local noticiou que a PAVETEC chegou a subtrair máquinas de propriedade da prefeitura de São Luís. Silveira também disse que chegou a registrar queixa na polícia denunciando a apropriação indevida. Agora queremos saber: Cadê a cópia do boletim de ocorrência? Como anda esse processo? É verdade que secretário retirou a queixa contra a PAVETEC? Se é um ladrão de galinha que rouba uma poedeira, depois ele pode devolver a penosa, ainda que tenha comido alguns ovos, e o delegado simplesmente vai perdoá-lo?”, questionou Câmara.

Outro questionamento feito pelo vereador do PMDB foi com relação à A Lei 12.305/2010 trás em seu conteúdo uma exigência que, se não for cumprida, impede a prefeitura de receber recursos para o setor.

“Como o secretário falou que o vereador Fábio Câmara não sabe de nada. Então o que me resta é perguntar para quem sabe, no caso o próprio Silveira: a sua secretaria já cumpriu essa meta? E o Art. 18 do Plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos. Onde está? Como foi elaborado? E as audiências públicas?”, completou os questionamentos.

Ao concluir a sua participação na audiência pública, Fábio Câmara falou sobre a logística reversa como política pública. Ele questionou qual a destinação dada hoje para o que pode ser chamado de lixo especial e lixo perigoso?

“Como se dá a coleta dos resíduos produzidos nos aeroportos? Há uma gripe que está assustando toda a Ásia – China, Japão, Coréia, Tailândia, etc – e esses países estão aqui no nosso quintal, bem no porto do Itaqui. Quem gerencia esse lixo? O Porto e o aeroporto são internacionais, a administração é estadual, mas o lixo e os seus contaminantes ficam é para o município e para os seus moradores”, lembrou o parlamentar o concluir sua participação no evento.

Assembleia debate estrutura do Shopping da Ilha e situação de lojistas

A Assembleia Legislativa discutiu na manhã desta segunda-feira, dia 29 de abril a estrutura do Shopping da Ilha e a situação financeira dos lojistas. O evento foi solicitado pela deputada Eliziane Gama após reclamações encaminhadas para a Comissão de Direitos Humanos sobre a falta de atrativos e retorno financeiro no estabelecimento comercial.

A audiência foi presidida pela deputada Eliziane Gama e contou com a presença do deputado Alexandre Almeida; a Promotora de Justiça do Consumidor, Lítia Cavalcanti; o Superintendente do Shopping da Ilha, Guilherme Paiva; o Ten.Cel. Marcelo Ferreira representando o Comando do Corpo de Bombeiros; a Assessora do PROCON, Jessyca Fonseca; o Engenheiro Jorge Almir do CREA; além de lojistas.

Durante a audiência os lojistas apresentaram as reclamações e afirmaram que não houve cumprimento da proposta de venda do espaço, além de atrasos nos prazos. Para eles o fato de a construção do shopping ainda não ter sido concluída, além da falta de atrativos tem interferido nos lucros e muitos já estão em situação de falência.

“Foi nos oferecido um mix de serviços. O shopping seria um espaço de compra e de laser para a população, porém o que vemos é um shopping em obras e sem atrativos”, relatou o lojista Willian Prado.

O Superintendente do Shopping da Ilha, Guilherme Paiva informou os dados sobre faturamento e estrutura do shopping durante a audiência. Segundo o superintendente, há interesse da direção do empreendimento de negociar com lojistas. Ele explicou que a parte que falta ser entregue no shopping é apenas a torre comercial.

“Todo negócio envolve riscos, sabemos que o primeiro ano é sempre muito difícil para os investidores. O grupo Sá Cavalcante tem todo interesse no sucesso do shopping. Estamos abertos a negociação!”, destacou.

Para o deputado Alexandre Almeida a audiência serviu para ouvir ambas as partes e agora é momento de avançar nas negociações. “Precisamos agora discutir as questões de responsabilidade que envolve cada um”, disse.

A Promotora de Justiça do Consumidor, Lítia Cavalcanti destacou que entre os principais problemas está à entrega de um shopping inacabado para a população e para os lojistas e sem atender tópicos importantes como a segurança. Ela afirmou que está aguardando a vinda do presidente do grupo Sá Cavalcante para definir as medidas que serão tomadas pelo MP em relação ao empreendimento.

“Por enquanto o procedimento do Ministério Público está suspenso, mas dependendo do andamento poderá resultar em ação por dano coletivo ou até mesmo ação penal. Acredito que houve uma precipitação na entrega deste shopping. Nós vamos pedir novos laudos da estrutura do shopping e aguardar a vinda do presidente da Sá Cavalcante”, assegurou Lítia Cavalcante.

O Ten. Cel. Marcelo Ferreira que representou o Comando do Corpo de Bombeiros informou que esta semana expira o prazo para nova vistoria ao prédio para verificar situação estrutural.

“Recebi a informação do comandante de que esta semana voltaremos a verificar as condições do prédio para saber se foram realmente cumpridas dentro do prazo dado de 30 dias”, disse.

Entre os encaminhamento da audiência pública está o prazo de 20 dias para negociação entre lojistas e superintendência do shopping no que diz respeito a ação de despejo e taxas cobradas.

Para a deputada Eliziane Gama a audiência foi produtiva. Ela informou que vai acompanhar de perto o processo de negociação entre lojistas e a superintendência do shopping, além das questões que envolvem a segurança do local.

“O Maranhão é um dos estados mais pobres do Brasil, e quando os empreendimentos se instalam aqui precisam respeitar o maranhense. Quero pedir que em nome do crescimento desta cidade e deste estado venhamos encontrar uma solução para este problema!”, finalizou Eliziane Gama.

Eliziane recebe Roberto Rocha no MD

Blog do Gilberto Léda 

A deputada estadual Eliziane Gama (MD) marcou para hoje (29) um ato na sede do Movimento Democrático no qual receberá o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha (PSB).

O ato é mais um dos movimentos de aproximação entre os dois, através dos quais os aliados de Rocha tentam tirar da deputada uma declaração de apoio à pré-candidatura do socialista ao Senado. Prefeitos, vereadores, e lideranças políticas do partido também participarão do evento político.

Se é representativo do ponto de vista político, o ato desta segunda, na verdade, pode acabar como o primeiro.

No final do mês de fevereiro, Rocha declarou, em seu escritório pessoal, ter o “legítimo direito” de disputar a vaga de senador a ser aberta com o fim do mandato de Epitácio Cafeteira (PTB) – reveja. Na ocasião, Eliziane Gama esteve com o socialista, cuja assessoria já havia antecipado a declaração de apoio da deputada.

Na “hora do vamos ver”, contudo, o vice-prefeito realmente lançou a pré-candidatura, mas Gama limitou-se a dar declarações evasivas sobre o assunto.

É mais ou menos o que acontece hoje. Apesar de um e-mail haver sido disparado por uma certa JG Assessoria de Comunicação informando que Eliziane declararia apoio ao pré-candidato, ela própria contou ao titular do blog que o encontro trata-se apenas de aproximação.

“O MO e o PSB têm uma relação muito boa e o que faremos hoje é estreitar esses laços. Esse posicionamento sobre apoio a candidaturas nós faremos no momento certo”, disse.

Prefeitura de Lago do Junco garante projeto de mais 100 casas populares na zona rural

Depois de resgatar um projeto de 40 unidades habitacionais, que se iniciou na semana passada com a construção das seis primeiras casas, o prefeito de Lago do Junco, Osmar Fonseca (PT/foto), esteve nos povoados de Cipó e Riachão, distante 7Km da sede, para anunciar a construção de mais 100 casas populares, através do “PNHE Minha Casa, Minha Vida Rural”, do governo federal. Cada povoado será contemplado com 50 unidades.

Nos dois povoados, Cipó e Riachão, foram realizadas reuniões com a comunidade para coleta de assinaturas, onde o prefeito Osmar Fonseca também assinou o projeto de construção das casas com a presença dos responsáveis pela execução da obra.

Segundo o sr. Gerônimo, um dos responsáveis pela construção das casas, as casas serão entregues num prazo médio de 90 dias. “Se a documentação estiver certinha, em poucos meses essas famílias poderão se mudar para suas novas casas.”, disse.

Com um início de administração marcada pelo direito á moradia, o prefeito Osmar Fonseca, declarou que pretende entregar em seu primeiro mandato, entre 800 a 1000 casas ás famílias carentes do município de Lago do Junco. “Vamos trabalhar para melhorar a qualidade de vida do povo de nossa cidade, e garantir a eles moradia digna é uma prioridade.”

 

Agiotagem: Secretaria de Segurança recua e admite que nem todos estejam envolvidos

“Uma farta documentação foi apreendida quando a polícia realizou a operação para localizar e capturar os assassinos do jornalista Décio Sá, como documentos de empresas, cheques em branco assinados, contratos, entre outros. Toda essa documentação foi analisada e chegou-se ao número de 41 prefeituras que tinham algum tipo de citação. Não quer dizer realmente que essas pessoas estejam envolvidas. A polícia está aprofundando as investigações e chamará os gestores e ex- gestores para saber o tipo de ligação que eles tinham com os agiotas”.

As palavras acima demonstram bem a preocupação do secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, com a precipitação e o estrago que a operação para apurar participação de gestores e ex-gestores municipais no esquema de agiotagem comandada pelo empresário Gláucio Alencar provocou nos meios políticos do Estado.

O recuou, que coincidiu com a chegada ontem da governadora Roseana Sarney ao solo maranhense (ele esteve em São Paulo e Brasília) foi orientação para evitar que se cometa  injustiças.

Quebrando o sigilo das investigações, com o fornecimento inclusive de imagens de depoimentos tomados dos presos acusados pelo assassinato do jornalista Décio Sá, durante fase do inquérito, unicamente à TV Mirante, a polícia passou a informação de que 41 municípios estão envolvidos no esquema do agiota Alencar e de seu pai, Miranda Alencar.

Conforme as investigações, ex-prefeitos e prefeitos atuais de 41 cidades maranhenses foram citados ou negociaram com o agiota em dinheiro emprestado para pagamentos com juros, além da entrega do fornecimento de merenda escolar e medicamentos hospitalares.

Mas a reação dos gestores e ex-gestores (alguns estão ingressando na Justiça para provar o contrário) abalou a base sólida do Palácio dos Governo e deixou os leões com as pernas trêmulas.

Existem casos em que uma das empresas (e não são poucas) ligadas ao agiota Gláucio Alencar venceu a concorrência pública em cidades citadas pela polícia, mas os contratos não foram pra frente e os serviços sequer foram executados, sendo a empresa substituída pela segunda colocada no certame. Mas a polícia não se deu a esse trabalho de apurar com mais cuidado.

Em outros casos, empresas ganharam as licitações e os donos tiveram que tomar dinheiro emprestados do agiota para adiquirir os produtos e fornecerem a merenda ou medicamentos.

Há alguns que chamam a atenção. Uma empresa venceu a licitação em Caxias, queria entregar apenas 3o% da merenda, com o que não concordou o então prefeito Humberto Coutinho e a firma foi afastada.

Em Coelho Neto, o prefeito Soliney Silva desafiou a política a provar o envolvimento de sua gestão com a agiotagem e enviou uma carta ao secretário Aluísio Mendes pedindo esclarecimentos sobre as investigações.

Na cidade de Pindaré-Mirim, também citada pela Polícia como envolvida na agiotagem, o ex-prefeito Henrique Salgado juntou toda a documentação e vai entregar ao Ministério Público, à Procuradoria Geral do Estado, Procuradoria da República, ao TCE e TCU, mostrando que a merenda foi entregue regularmente.

Ele garante que não sabia se a empresa vencedora era ligada ou não a Gláucio. O importante, segundo o ex-prefeito, é que a mercadoria foi entregue, conforme contrato assinado.

Mas acompanhado da merda, a cagada. O Portal G1 Maranhão, ligado a Rede Globo e afilhado do sistema Mirante de Comunicação, fez um levantamento com base na pressa e no atrapalho e chegou a citar os nomes dos supostos 41 prefeitos e ex-prefeitos.

E para melar mais ainda o cenário, setores da polícia espalharam ontem que prisões podem ocorrer a qualquer momento. Como uma espécie de aviso para que os acusados devida ou indevidamente corram as escritório advocatícios e se escudem nos habeas corpus preventivos.

Blog do Luis Cardoso.

De olho em 2014, Flávio Dino trabalha para se livrar da imagem de arrogante…

Faltando ainda um ano e três meses para o início da campanha eleitoral ao governo do estado, o presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), tem trabalhado para se livrar da imagem de homem arrogante, daqueles que olha por cima do ombro e de cima para baixo.

Hoje pela manhã (27), durante a terceira edição da Jornada de Integração Legislativa, realizada no auditório da UniBalsas, em Balsas, Flávio Dino colocou sua estratégia em ação. Acompanhando de sua equipe e de aliados, ele apareceu ao evento sem avisar, o que não deixou de gerar constrangimento.

O chefão comunista se esforçou para ser o mais simpático possível. Sorridente, fez o seu papel de postulante ao cargo de governador. Cumprimentou vereadores, conversou com deputados e distribuiu apertos de mãos. Com cara de poucos amigos e sabedor da real presença do adversário do governo, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo apenas o recepcionou educadamente.

Depois da interpretação, Dino deixou o auditório, entrou num carro e aí sim,  fechou a cara e voltou ser o velho e bom Flávio Dino.

E o evento prosseguiu…

(Do Blog, com informações do blog do Gilberto Léda)