Prefeito Auricélio fecha 2016 com contas equilibradas em Maranhãozinho

Prefeito Auricélio ao lado do deputado Josimar de Maranhãozinho

O prefeito reeleito de Maranhãozinho José Auricélio tem feito um governo com bases nos princípios da legalidade da administração pública.

Um dos pilares da sua gestão é sempre manter as contas públicas de Maranhãozinho equilibradas, sempre respeitando os funcionários públicos que, segundo o prefeito, são os responsáveis pelo andamento de todo bom governo.

Auricélio encerra 2016 com todos os compromissos financeiros da sua gestão devidamente quitados e ainda pagando abono para os profissionais da Educação. Essa tradição de manter o pagamento do funcionalismo rigorosamente em dia e fechar cada ano com abono para a classe dos professores teve inicio na gestão do então prefeito, hoje deputado estadual Josimar de Maranhãozinho e sendo seguida à risca por Auricélio.

Esse dinheiro extra na conta dos professores no valor de R$ 1 mil, pagamento de servidores e 13º salário, não são provenientes da repatriação. Enquanto muitos gestores usam o recurso para pagar servidores em atraso, Maranhãozinho entrará 2017 com dinheiro em caixa, para começar o ano com muito trabalho.

Mesmo em tempos de crise a prefeitura de Maranhãozinho manteve o mesmo ritmo de anos anteriores como a tradicional festa de aniversário da cidade, o maior evento cultural da região do Alto Turi, que aconteceu no dia 21 de dezembro, o que mostra que com planejamento e competência é possível vencer a crise e proporcionar um bom governo ao povo.

Justiça determina bloqueio dos recursos da repatriação em Alto Alegre do Pindaré

Com a chegada dos recursos da repatriação que servirá para ajudar municípios e estados a equilibrar contas nesse começo de ano, a preocupação é com o destino de todo esse dinheiro, que será depositado nas contas das prefeituras nesta quinta-feira 29.

Pensando nisso, prefeitos eleitos e Mistério Público acionaram a justiça para pedir o bloqueio dos recursos e impedir que os atuas gestores desviem os recursos.

Em alto Alegre do Pindaré, a Justiça determinou o bloqueio de mais de R$ 1 milhão oriundo da repatriação. A juíza da 2ª vara, Clécia Pereira Monteiro decidiu que o município de alto Alegre do Pindaré e o Banco do Brasil estão impedidos de realizarem qualquer movimentação dos valores acima.

A ação foi imposta pelo Ministério Público e trata-se de Ação Inibitória com Pedido de Tutela de Urgência Antecedente contra o município de Alto Alegre do Pindaré e Banco do Brasil pedindo o bloqueio do recurso da repatriação.

Com a decisão, o prefeito eleito Fufuca Dantas começará seu mandato com uma boa ajuda para tentar equilibrar as contas da prefeitura.

 

alto 2

alto

Prefeito Luciano articula com André Fufuca emendas de bancada para a recuperação da barragem do Pericumã

barragem

O Prefeito Luciano conseguiu junto ao deputado André Fufuca, emendas de bancada destinadas a recuperação da barragem do Pericumã.A comporta que ha anos sofre com o descaso e abandono, é uma importante obra que impede o alagamento de nossos campos pela água salgada, no entanto, as péssimas condições que se encontra inviabiliza seu bom desempenho, colando em risco todo o ecossistema aquático. É imensurável os problemas que ocasionariam com o rompimento dessa barragem.

O valor já estará disponível logo no primeiro trimestre de 2017 e o prefeito Luciano prontamente iniciará as medidas necessárias. O desempenho de Luciano antes de assumir, é notório e animador, tendo em vista os últimos quatro anos que passamos, muito articulado e com boas relações em Brasília o jovem prefeito iniciará uma grande revolução na cidade de Pinheiro.

MAPA – Aquisição de Máquinas e equipamentos agrícolas
Valor Global: R$ 5.940.000,00
N° Proposta: 039746/2016

INTEGRAÇÃO – Elaboração de projetos de recuperação na Barragem do Pericumã em Pinheiro.
Valor Global: R$ 8.719.054,00
N° Proposta: 035181/2016

Blog do Wellington Sérgio

Polícia Federal divulga balanço de atividades desenvolvidas no Maranhão em 2016

17978726

A Superintendência Regional da Polícia Federal no Maranhão divulgou hoje o resultado das atividades operacionais desenvolvidas durante o ano de 2016, sendo contabilizado o conjunto das atividades da unidade central e das Descentralizadas em Imperatriz e Caxias.

Foram realizada no estado 26 operações policiais nas diversas áreas de atuação da Polícia Federal (PF), com o cumprimento de 385 mandados judiciais, dos quais, 242 mandados de busca e apreensão, 53 mandados de prisão preventiva, 37 mandados de prisão temporária e 53 mandados de condução coercitiva, todos decorrentes de investigações criminais desenvolvidas na seara da Superintendência Regional e das Delegacias Descentralizadas.

Foram apreendidos/sequestrados bens móveis/imóveis e numerários que totalizaram R$ 9.089.630,00, tendo sido constatado um prejuízo à União Federal com as ações criminosas reprimidas de R$ 80.221.757,95, sendo o prejuízo evitado de R$ 126.209.531,70.

Estão em destaque as operações policiais:

Operação Voadores – Investigação criminal voltada à apuração de desvio de recursos públicos federais destinados ao Sistema de Saúde do Estado do Maranhão, por meio de cheques e técnicas de lavagem de capitais, com a utilização de pessoas físicas e jurídicas para o distanciamento dos recursos de sua origem.

Os prejuízos causados pelo esquema criminoso foram na ordem de R$ 36.446.965,85, tendo sido evitado com o desmantelamento da organização criminosa um prejuízo ao erário público de R$ 72.893.931,70.

Operação Vínculos – Desmantelou esquema criminoso com atuação desde 2010 responsável pelo concessão de benefícios de pensão por morte fraudulentos. Os benefícios eram pagos a pessoas fictícias, criadas virtualmente, por meio da falsificação de documentos públicos. Estima-­se que o prejuízo causado à União com a ação criminosa foi de R$ 1.500.000,00, tendo a operação em voga evitado o desvio de recursos públicos de aproximadamente R$ 12 milhões.

Operação Hymenaea – Desbaratou esquema criminoso atinente à extração ilegal de madeira no Rebio Gurupi e na Terra Indígena Caru, sendo que o objeto do crime era “esquentado” e manufaturado no município de Buriticupu/MA. No decorrer da investigação criminal, foi constatado prejuízo à União de R$ 30 milhões com a prática criminosa, tendo sido evitado um prejuízo na ordem de R$ 10 milhões, além da apreensão de R$ 250 mil em bens.

Operações Rota 65 e Thunderbolt – Investigações criminais na área de entorpecentes que desarticularam esquemas de tráfico internacional de cocaína envolvendo fornecedores nos países da Bolívia e Colômbia, além de transportadores, agenciadores e destinatários nos Estados do Mato Grosso e Maranhão, sendo o destino final do entorpecente os municípios da baixada maranhense e São Luís/MA.

No curso das investigações em tela, foram apreendidas 309,4 kg de cocaína, com a decretação de prisão preventiva de 27 criminosos;

Operação Jogo Limpo – Teve por objetivo investigar fraudes na realização do ENEM 2016, tendo sido dado cumprimento a 22 mandados de busca e apreensão que culminaram na prisão em flagrante de 04 candidatos nos Estados do Ceará, Amapá e Pará.

Do Estado do Maranhão

Dos 42 deputados, apenas um presta contas sobre destino de suas emendas

welliiiii

Dos 42 deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, apenas um, Wellington do Curso (PP), agiu com total transparência com a coisa pública e prestou contas do destino de suas emendas parlamentares, para ser aplicadas pelo Palácio dos Leões no exercício de 2017.

Segundo publicou o progressista em suas redes sociais, as áreas de maior destaque foram a saúde e educação, que receberam, respectivamente, R$ 1,2 milhão e R$ 1 milhão para ações que priorizem as necessidades da população maranhense. O restante das emendas teve como destino a cultura, com R$ 800 mil; esporte e lazer, com R$ 300 mil; e, por fim, a agricultura familiar, com R$ 200 mil.

Cada deputado tem direito a R$ 3,5 milhões em emenda parlamentar, por ano. O destino da verba é feito pelos deputados no último mês de cada legislatura.

“Priorizamos as necessidades de nosso povo e identificamos na saúde e na educação. Por isso, destinamos R$ 1,2 milhão para ações na área da saúde e R$ 1 milhão para a educação”, afirmou Wellington.

O parlamentar criticou o Executivo por, embora conhecedor das grandes problemáticas sociais do estado, não ter liberado um centavo de suas emendas referentes ao exercício de 2016. Ele ainda condenou o aumento de R$ 15 milhões pelo governador Flávio Dino (PCdoB) para gastos em publicidade e propaganda para o próximo, ao mesmo tempo em que foi cortado, para o mesmo ano, R$ 65 milhões da área da educação. O Projeto de Lei de Orçamento Anual (PLOA) 2017 foi aprovado em sessão relâmpago pela base do governo na Assembleia, no penúltimo dia dos trabalhos legislativos deste ano.

“Esperamos que as emendas sejam liberadas pelo Executivo. Se é para investir, que se destine recursos para o que a sociedade realmente necessita. Apresentei propostas de alteração na previsão orçamentária de 2017, já que não há lógica ver que houve um aumento de mais de R$ 15 milhões na Comunicação enquanto que na Educação houve um corte de mais de R$ 65 milhões, algo incoerente com a realidade das necessidades do Maranhão. Destinei minhas emendas por coerência social, levando em consideração as necessidades da população”, pontuou.

Ainda segundo prestação de contas feita por Wellington nas redes sociais, essa não é a primeira vez em que ele prioriza os setores da saúde e educação. No final de 2015, a verba parlamentar do progressista para uso do governo no exercício de 2016 teve como destino a educação, inclusive com valor específico destinado para a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA); e ainda saúde, infraestrutura e cultura. No entanto, faltando apenas dois dias para o término do ano, os recursos não foram liberados pelo governador Flávio Dino.

“É preciso garantir a segurança de verdade”, afirmou Wellington

wwwwwweeee

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) solicitou, na tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, informações sobre a quantidade de viaturas entregues pelo Governo do Estado e, ainda, os locais para onde cada viatura foi destinada nos últimos dois anos.

Ao se pronunciar, Wellington destacou que o seu pronunciamento decorre de vários questionamentos feitos pela população, já que várias viaturas foram adquiridas, mas não se sabe ao certo o seu destino.

“Nosso pronunciamento aqui feito é uma consequência dos questionamentos da própria população. Sabemos que várias viaturas foram adquiridas. A população ficou ciente disso. No entanto, o que se quer saber é a quantidade exata e o destino de tais viaturas. Mais do que adquirir a nossa preocupação é efetivar a segurança. A população precisa não só sentir-se segura, mas ter segurança de verdade”, afirmou Wellington.

Ao complementar o pronunciamento, Wellington ainda relembrou uma reportagem que saiu na imprensa nacional e mostrou a situação precária da segurança no Maranhão.

“Ao analisarmos a previsão orçamentária de 2016, percebemos que houve um investimento de mais de R$ 198 milhões, se comparado a 2015. Apesar disso, ainda nos deparamos com municípios que possuem apenas uma viatura e muitos casos essas viaturas estão em situação precária e necessitando de manutenção. É lamentável ver que a insegurança ainda predomina em nosso estado. São dados revelados pela imprensa e é por isso que há o questionamento da população: para onde estão indo as viaturas adquiridas? Não basta apenas adquirir. É preciso garantir a segurança de verdade.”, concluiu Wellington.

Em Pinheiro, Luciano Genésio vai receber uma Saúde sucateada por Filuca Mendes

ostentação-Copia

O prefeito eleito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP), terá um começo de ano de muito trabalho para organizar a casa. Um dos problemas que ele irá enfrentar logo de cara é a triste situação da Saúde no município, que foi sucateada pela atual gestão. A situação é de calamidade.

Os maiores problemas estão no Hospital Regional de Pinheiro Antenor Abreu, Materno Infantil e Samu, todos sem a menor condição de funcionamento. A população que precisa do atendimento sofre com a falta de estrutura, medicamentos e até médicos.

No Hospital Regional de Pinheiro Antenor Abreu, por exemplo, é precária a estrutura física oferecida aos pacientes, que vão em busca de atendimento de urgência/emergência. As macas estão velhas e enferrujadas, colchões danificados e ainda estão sem a devida coberta como pede o protocolo do Ministério da Saúde.

sa6

No setor de laboratório exames mais básicos não estão disponíveis, como os de Hemograma por exemplo. No Setor de Raio-X, apenas uma máquina oferece o serviço mais básico, porém, a estrutura física não oferece segurança ao profissional que executa tal procedimentos e nem tão pouco aos pacientes que necessitam daquela imagem para fins de diagnóstico médico. Vale ressaltar que o Exame de Raio-X é um exame perigoso por causa da radiação e os pacientes não tem o mínimo de proteção necessária.

MATERNO INFANTIL
“Nas Clínicas Pediátrica, a água da chuva está adentrando nas mesmas, impossibilitando a internação das crianças, pois, o excesso de água dentro das clínicas é um problema gravíssimo que oferece alto risco a vida da criança que já chega no Hospital com a imunidade baixa. Vale ressaltar também que, vivemos uma luta diária no combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Febre Chicungunha e causador da microcefalia”, afirmou uma enfermeira que preferiu o anonimato.

SAMU

saude 2Para quem precisa de atendimento em casa ou vítimas de um acidente na rua, o Samu de Pinheiro, pode demorar um pouco para prestar o socorro. Com a estrutura física comprometida e apenas uma ambulância funcionando, das cinco, o atendimento muitas vezes sequer poder ser realizado.

“Das 5 cinco ambulâncias existes no Município, penas 1 uma está funcionando. A ambulância USA (Unidade de Suporte Avançado) está totalmente parada com o motor batido. As outras ambulâncias que não estão rodando, precisam de manutenção e compras de novos equipamentos para que voltem a circular na cidade. A única UBS (Unidade de Suporte Básico) que está rodando, não tem nem o material mais básico para prestar um devido atendimento em caso de um acidente grave”, denunciou um morador.

saude 5

Como senão bastasse todo caos na saúde promovido pela atual gestão, o prefeito Filuca Mendes, com o único objetivo de prejudicar a próxima administração, teria ordenado ao chefe do controle de avaliação (E-SUS) que não informe ao SUS a produção, para que no mês de janeiro de 2017. Dessa maneira não seria feito o repasse do Ministério da Saúde deixando as equipes do ESF e PSB zeradas. Como comprova esse extrato mensal do MS.

saude 3

 

Deputado Wellington presta homenagem à vereadora Rose Sales e ao professor Lisboa

welliiiii

Em seu último discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) prestou homenagens aos vereadores Rose Sales (PMB) e professor Lisboa (PC do B).

Na oportunidade, o deputado solicitou voto de aplausos à vereadora Rose Sales em virtude dos relevantes serviços prestados a comunidade durante seu brilhante mandato na Câmara de Vereadores, desde o ano 2008.

“Rose Sales é uma mulher de coragem, virtuosa, uma mulher que luta pela educação, projetos sociais. Que luta em prol da dignidade humana da população mais pobre de São Luís. Uma mulher que valorizou cada voto recebido nas últimas eleições. Desejamos muito sucesso em sua caminhada, Rose Sales, Deus te abençoe muito mais”, disse Wellington.

O outro vereador homenageado foi o professor Lisboa. Wellington do Curso pediu voto de aplausos parabenizando o vereador por ter cumprido de forma republicana o seu papel de vereador.

“Conheço o amigo vereador e professor Lisboa há muito tempo. Homem de caráter e que teve intensa atuação advocatícia e política, sempre em defesa dos ludovicenses. Político de grande atuação na Câmara de Vereadores de São Luís. Onde teve projetos aprovados de grande importância para a população de São Luís. Parabenizamos você, professor, pelo brilhante trabalho como vereador na capital”, concluiu Wellington.

 

Zé Inácio apresenta Projeto de Lei que garante vigilância 24h em agências bancárias

ze i

O deputado Zé Inácio apresentou no dia 22 de dezembro, na tribuna, o Projeto de Lei de nº 236, que trata sobre a contratação de vigilância armada para atuar 24h por dia nas Agências Bancárias Públicas e Privadas, além das Cooperativas de Crédito.

Feito em sintonia com o Sindicato dos Vigilantes do Estado do Maranhão, o Projeto objetiva garantir maior segurança aos estabelecimentos bancários. “Esse Projeto atuará em conjunto com a segurança pública do Estado, na medida em que os assaltos e roubos que acontecem nos estabelecimentos bancários, inclusive em caixas eletrônicos, têm acontecido em mais de 80% no período noturno. Assim, com a vigilância em período integral, o número de assaltos será reduzido”, afirmou.

Atualmente a maioria dos assaltos ocorre em finais de semana e feriados, período em que as agências não dispõem de segurança privada. “Essa medida contribui com a segurança pública, tendo em vista que aumenta a possibilidade de parceria entre a segurança privada com a Polícia Militar. Os vigilantes, portanto, atuarão de forma preventiva, tendo em vista que ficarão 24h nas agências e, com certeza, evitarão futuros roubos e assaltos nos estabelecimentos bancários”, destacou.

Outro destaque feito pelo deputado é a geração de emprego. “A medida também gerará emprego para essa categoria de vigilantes que também é muito aguerrida e precisa que a sua corporação seja valorizada”, finalizou.

Wellington faz balanço positivo de suas atividades parlamentares de 2016

wwwweetttt

Em seu discurso na manhã da última quarta-feira (21), o deputado Wellington do Curso (PP) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa para fazer um balanço de suas atividades como parlamentar e agradeceu seus milhares de eleitores e todos os maranhenses por mais um ano de luta.

Na oportunidade, Wellington falou de suas indicações, Projetos de Lei, Propostas e Emendas para o Maranhão. “Em nosso primeiro mandato de muita luta pelo povo maranhense já apresentamos 607 proposições. Tudo fizemos para o povo e pelo povo. Nossas Audiências, nossos requerimentos, nossas indicações, todas nossas ações são voltadas para a melhoria da população e para o desenvolvimento do maranhão, nos próximos anos continuaremos trabalhando e buscaremos aperfeiçoar nossas ações em defesa  dos maranhenses“, disse Wellington.

Como reconhecimento, neste ano, o deputado Wellington do Curso foi premiado pela segunda vez consecutiva com o Prêmio Globo de Marketing como melhor deputado estadual em 2016. Foi presidente da Comissão de Assuntos Econômicos da Assembleia, Membro da Comissão de Educação; dos Direitos Humanos; Secretario de Direitos Humanos do Parlamento Amazônico, Secretario de Assuntos Sociais da UNALE e representante do Maranhão em Missão Internacional Brasil-China/Taiwan/EUA.

Em seu discurso Wellington do Curso ainda destacou as principais Audiências Públicas durante o ano em defesa dos maranhenses e do desenvolvimento do Maranhão.

“Em nossas audiências nós discutimos a Criação da Frente Parlamentar Brasil – China que aconteceu na cidade de Imperatriz; Convocação dos Aprovados no Concurso de Paço do Lumiar; Convocação dos Aprovados no Concurso da Caema; Inclusão da Pessoa com Deficiência; A falta de Infraestrutura e Segurança nos Bairros e sobre os Limites dos Municípios da Grande Ilha. Nós fizemos a nossa parte, procuramos o diálogo na busca de soluções para as demandas sociais e vamos continuar exercendo o nosso dever em defesa dos maranhenses”, disse Wellington.

Um dos destaques de suas propostas já no final do ano foi a de emenda de remanejamento que visavam alterar a previsão orçamentária para 2017 no Maranhão.

Wellington sugeriu o remanejamento de R$ 3,5 milhões para a Secretaria da Educação com o objetivo de garantir a Ampliação e Modernização da Rede Física do Ensino Fundamental; R$ 140 mil para a Saúde, a fim de se adquirir Medicamentos do Componente Básico da Assistência Farmacêutica; R$2,3 milhões para a Universidade Estadual do Maranhão tendo por finalidade garantir a Expansão e Estruturação de Campi; R$ 79 mil para a Fundação da Criança e do Adolescente: Construção e Aparelhamento das Unidades de Atendimento: Construir e equipar as estruturas para funcionamento das unidades de atendimento da Fundação da Criança e do Adolescente; R$ 3,4 milhões para a Secretaria da Mulher a fim de garantir a Promoção da Autonomia, Inserção e Permanência das Mulheres em Relações de Trabalho Não-Discriminatórias e, ainda, recursos destinados à Secretaria de Esporte.

Todos os recursos sairiam da Secretaria de Comunicação, especificamente da parte de propaganda do governo, que teve um aumento de mais de 15 milhões se comparado ao último ano e que dobrou de 21 milhões em 2015 para 43 milhões em 2016.

 

Encerrando o discurso, o deputado Wellington do Curso falou sobre sua viagem de 15 dias que percorreu a China/Taiwan/EUA. Ainda falou também sobre as eleições 2016 e que irá continuar lutando por melhorias para a Região Metropolitana de São Luís e todo o Maranhão.