Marcelo Vieira – Política comentada e atualidades

Notícias, informações, entrevistas, reportagens e furos sobre política.

Busca em todo o site

Política

Osmar Fonseca realiza grande comício em Lago do Junco

Por Marcelo Vieira Política
 

No último fim de semana, uma multidão participou em Lago do Junco (MA) de um Grande Comício promovido pela coligação “Avante Lago do Junco: no Caminho Certo”, encabeçada pelo atual prefeito Osmar Fonseca (PT) e Enoc Lopes (PCdoB), candidatos a reeleição a prefeito e vice.

Centenas de pessoas se manifestaram em apoio aos candidatos da coligação, superando os atos políticos já realizados no município durante esta campanha. Além dos candidatos a prefeitura, participaram também candidatos a vereador e lideranças locais.

Osmar Fonseca falou sobre suas propostas e firmou o compromisso de continuar realizando uma grande gestão no município de Lago do Junco.

Veja as fotos:

 

Juiz derruba factoide criado por Edivaldo e diz que Wellington não é dono de terreno

Por Marcelo Vieira Política
 

wellingtonamAs máscaras estão caindo. O juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública, Cícero Dias, derrubou o factoide criado por Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e determinou, nesta quarta-feira (28), o arquivamento do processo que foi movido pelo Estado contra o candidato a prefeito de São Luís, Wellington do Curso (PP), por suposta apropriação de um terreno público às margens da Via Expressa.

O juiz aceitou os argumentos dados pela defesa do deputado, que afirmou que não poderia ser réu no processo pois não é dono do terreno, e decidiu arquivar a ação por ilegitimidade do pólo passivo.

Em um dos trechos da decisão, Cícero Dias declarou que Wellington provou com documentos que não é proprietário da área e também não há prova de que ele tenha praticado esbulho ou que detenha a posse a qualquer título da referida área.

Na mesma sentença, o magistrado criticou o Estado: “Por outro lado, o autor [Estado do Maranhão], mesmo sabendo que o réu sempre alegou não ter praticado esbulho ou deter qualquer poder sobre o imóvel objeto da lide, evitou apontar pessoa diversa responsável pelo esbulho denunciado. O réu, na realidade, é parte ilegítima para figurar no pólo passivo da demanda, razão por que acolho a preliminar suscitada e extingo o processo sem resolução de mérito”, despachou Dias.

Wellington já havia revelado que o terreno referido acima pertence ao irmão dele e não ao contrário como o Estado afirmou em sua representação.

Reta final de campanha coloca Ribamar Alves no páreo da disputa

Por Marcelo Vieira Política
 

Desde a inauguração do seu comitê, a campanha de Ribamar Alves começou a despontar numa crescente perceptível e que veio aumentando a cada caminhada, carreata e comício realizados pela coligação “Santa Inês é do Povo”.

Até então tímida e silenciosa, a campanha dos 40 esteve desacreditada até pelos mais apaixonados simpatizantes do grupo de Ribamar Alves, mas após a inauguração do comitê, o candidato a reeleição, juntamente com seu candidato a vice, Pastor Labareda, iniciou uma nova trajetória, a qual mantém-se intensa até o presente momento.

Ribamar Alves; a primeira-dama Luana Alves e o Pastor Labareda, contando sempre com uma caravana de candidatos a vereador e uma onda de simpatizantes têm percorrido bairros e povoados de Santa Inês, reunindo com o povo; visitando e realizando caminhadas e comícios.

O trabalho realizado ao longo do atual mandato e as propostas apresentadas pelo Grupo 40 estão despertando grande parte do eleitorado de Santa Inês, o que fez com que a candidatura de Ribamar Alves entrasse de vez para a disputa e seu nome já figura como forte concorrente à reeleição.

Glalbert Cutrim continua agenda de visitas a municipios

Por Marcelo Vieira Política
 

glau

No final de semana que antecede a eleição, o Deputado Estadual Glalbert Cutrim esteve declarando apoio para mais candidatos aos cargos de prefeito e vereador, desta vez nos municípios de Brejo de Areia, São João do Caru e São Luís.Começando por Brejo de Areia, Glalbert participou de comício no Povoado São Domingos. Acompanhado da atual prefeita Ludmilla, e do Prefeito de Altamira, Dr. Ricardo, o parlamentar declarou apoio ao candidato a prefeito Luís Carlos (SDD). “Estamos aqui, juntos, para dizer que o progresso vai continuar em Brejo de Areia, Ludmilla tem feito um ótimo trabalho e Luís Carlos precisa continuar a onda do desenvolvimento”, disse o deputado.

Em São João do Caru, no Povoado Santarém, uma grande caminhada e comício marcou a história política do município. O Deputado participou do ato que ovacionou o nome do Prefeito Jadson (PSD). “Reafirmo nosso apoio à reeleição do Prefeito Jadson ao lado dessa multidão que participa maciçamente desta caminhada e comício, vamos juntos decidir pelo melhor para São João do Caru”, declarou Glalbert.

Na Capital, uma grande caminhada percorreu as principais ruas do bairro de Fátima. Uma multidão acompanhou o vereador Beto Castro, que sem dúvida será reeleito vereador de São Luís. Junto com o prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim, demos nosso total apoio ao parlamentar que muito tem feito pelo bairro da cidade. “Beto Castro é um vereador atuante na câmara municipal, tem trabalho nas comunidades e grandes projetos, vamos dar continuidade ao que deu certo”, disse Glalbert.

Nesta última semana, Glalbert intensificará as visitas aos municípios confirmando o apoio a candidatos.

 

RETA FINAL: Roberto Costa faz grande comício e agradece o apoio da população

Por Marcelo Vieira Política
 

Na reta final para as eleições municipais no município de Bacabal, o candidato Roberto Costa (PMDB) segue ritmo acelerado.

Na noite desta terça-feira (27), o bairro Areia recebeu o candidato, que apresentou suas propostas e agradeceu o apoio da população. “Obrigado, bairro da Areia por fazerem parte dessa história e sobretudo, por confiarem no projeto que mudará Bacabal,” disse Roberto Costa.

O candidato falou sobre suas propostas para a educação e saúde do município. Finalizando o seu discurso, Roberto Costa criticou a atual administração e disse que está na hora da mudança. “Nesta noite, fizemos mais um grande comício, cheio de animação e alegria. Foi lindo sentir a força e o carinho de cada bacabalense, que acredita na nossa vitória e na mudança. Estamos no caminho certo.”

Veja as fotos:

 

Fraude em Pinheiro? Escutec divulga duas pesquisas no mesmo dia com resultados diferentes para favorecer Filuca

Por Marcelo Vieira Política
 

carreata (1)

O instituto Escutec perdeu a vergonha e passou por cima da ética profissional. Hoje, o instituto simplesmente distribuiu duas pesquisas do mesmo município. A primeira foi publicada no jornal O Estado do Maranhão na edição de hoje. Luciano Genésio vence a eleição com 32´6% contra 30,5 do prefeito Filuca Mendes do PMDB.

Depois da publicação em O Estado, blogs aliados do prefeito Filuca divulgaram uma outra pesquisa Escutec com resultado diferente. Desta vez, dando vitória do prefeito com 35,8 % contra 28,8% de Luciano.

O dono da Escutec, o jornalista Fernando Júnior – que já foi preso em Pedrinhas acusado de  participar de um esquema de desvio de dinheiro público em Anajatuba- alegou falha na distribuição do resultado. Segundo ele, a pesquisa enviada para O Estado é de um levantamento feito no começo do mês.

Mas, a explicação não convenceu e já corre nos bastidores que Fernando Júnior foi pressionado a passar por cima de tudo e mandar uma outra pesquisa com o resultado contra Luciano. Fernando Júnior  amigo pessoal de Filuca e do deputado federal Vitor Mendes.

A postura de Fernando Júnior de usar blogs alinhados do prefeito para divulgar a pesquisa que ele diz ser a correta é uma afronta ao Jornal O Estado e pode ser a prova de que tudo não passa de uma fraude montada em cima da hora para favorecer o amigo Filuca Mendes

A suspeita de fraude cometida pele instituto Escutec deve causar revolta em Pinheiro. E algo que seria para ajudar o amigo Filuca pode garantir de uma vez a eleição de Luciano Genésio.

O clima de revolta em Pinheiro com as diversas armações contra Luciano é cada vez maior. E essa manipulação da pesquisa Escutec pode ser a gota d’ água.

14292258_1175209639168449_3746065424255949572_n

 

 

“Já vi candidato fugir de debate, mas debate fugir de candidato é a primeira vez”, diz Wellington

Por Marcelo Vieira Política
 

Wellington ficou perplexo com cancelamento do debate da DifusoraO deputado estadual e candidato a prefeito de São Luís pelo PP, Wellington, demonstrou surpresa e insatisfação com o cancelamento do debate que seria realizado na noite desta terça-feira pela TV Difusora entre postulantes à sucessão municipal. O programa foi abortado após uma decisão judicial que determinou a inclusão do candidato Eduardo Braide (PMN) entre os debatedores.

Wellington traduziu toda a sua perplexidade com uma tirada irônica. “Já vi candidato fugir de debate, mas é a primeira vez que vejo um debate fugir do candidato”, declarou, reafirmando a opinião compartilhada por muitos de que o programa foi cancelado para beneficiar o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que ao longo da campanha vem fugindo do confronto com os adversários.

Em um dos seus últimos programas no horário eleitoral, Wellington desafia o prefeito a debater os problemas e as possíveis soluções para a capital maranhense “cara a cara”, “olho no olho”.

Mas não será dessa vez que será feita a vontade do rival e, principalmente, do eleitor de ver Edivaldo responder questionamentos sobre a sua gestão de forma espontânea, sem o script elaborado providencialmente por seis marqueteiros.

TRE defere candidatura de Gilberto Aroso e Zé Luis Lago

Por Marcelo Vieira Política
 

14/05/2014. Crédito: Honório Moreira/OIMP/D.A Press. Brasil. São Luis - MA. José Luís Lago, pré-candidato ao governo do Estado do Maranhão pelo PPL.

 

Os membros da Corte Eleitoral do Maranhão apresentaram 58 recursos em registros de candidaturas extrapauta para serem julgados nesta terça-feira, 27 de setembro, em sessão extraordinária. A próxima sessão está marcada para as 15h da sexta, 30.

O primeiro processo julgado (RE 135-65) manteve a decisão do juízo da 92ª zona eleitoral que deferiu a candidatura de Gilberto Silva da Cunha Santos Aroso a prefeito de Paço do Lumiar. Por maioria, os membros concordaram ser irrefutável haver nos autos provas de que há condenação de Aroso pelo crime previsto no artigo 90 da lei 8.666/93, mas ocorre que o desembargador Jorge Rachid, no exercício da presidência do Tribunal de Justiça, deferiu pedido para atribuir efeito suspensivo ao Recurso Especial 22.902/2016, impossibilitando a aplicação da inelegibilidade do artigo 1º, alínea “e”, da lei complementar 64/90.

Outros candidatos a prefeito que tiveram as candidaturas julgadas pela Corte foram Júlio César Matos (RE 228-84 São José de Ribamar) e Zé Luis Lago (RE 90-30 São Luís). No primeiro, a decisão foi de manter o indeferimento e o segundo de deferir.

Com os julgamentos desta terça, somam em 332 o número de recursos já julgados de 467 tramitando no TRE-MA. O desembargador Lourival Serejo, presidente, ao abrir a sessão extraordinária, informou que dados do sistema de acompanhamento processual demonstram que faltam chegar mais de 100 recursos, entre eles, 21 em que os interessados são candidatos a prefeito.

TSE defere força federal para 44 municípios maranhenses

Por Marcelo Vieira Política
 

Sessão plenária administrativa do TSE

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral autorizaram na noite desta terça-feira, 27 de setembro, envio de forças federais para 44 municípios maranhenses. São eles: Amarante do Maranhão, Araióses, Água Doce do Maranhão, Arame, Bacuri, Barra do Corda, Fernando Falcão, Benedito Leite, Bequimão, Bom Lugar, Buriti, Buriticupu, Bom Jesus das Selvas, Cajari, Carolina, Codó, Coelho Neto, Coroatá, Cururupu, Guimarães, Lago da Pedra, Matinha, Olinda Nova do Maranhão, Mirador, Sucupira do Norte, Passagem Franca, Buriti Bravo, Penalva, Pinheiro, Pedro do Rosário, Presidente Sarney, Santa Helena, Turilândia, Santa Luzia, Santa Luzia do Paruá, Santa Rita, São José de Ribamar, São Luís, São Raimundo das Mangabeiras, Sambaíba, São Vicente Férrer, Tuntum, Tutóia e São Mateus.

No pedido de força federal para estes 44 municípios, o TRE-MA argumentou ser de “conhecimento geral que o processo eleitoral no país inteiro tem acarretado, com significativo aumento nos últimos pleitos, disputas acirradas entre grupos políticos locais que não raro desencadeiam episódios de violência ora contra eleitores, ora contra esta Justiça especializada, seu patrimônio, juízes e servidores.

O Estado do Maranhão não foge à regra, de modo que tanto nas eleições gerais de 2010 e 2014, quanto nas eleições municipais de 2008 e 2012, foram verificadas ocorrências de tumultos e manifestações de desordem que tinham por único objetivo prejudicar o bom andamento dos trabalhos e gerar um ambiente de insegurança institucional.

Ressalte-se, ainda, que o processo eleitoral municipal, por envolver forças políticas locais, cuja proximidade com o cidadão se dá por via direta, no âmbito cotidiano, torna a disputa pelos cargos eletivos mais contundente, fato que deve ser controlado pela Justiça Eleitoral. Ademais, cabe destacar que a quantidade de municípios para os quais foram solicitados o envio de Força Federal de Segurança denota a grande preocupação dos juízes eleitorais com a boa execução das eleições de outubro próximo, notadamente no que diz respeito à garantia da paz social e ao livre exercício do voto”.

Sob risco de prisão, Rodrigo Maia devolve processo usado para mentir contra Wellington

Por Marcelo Vieira Política
 

rodrigo-maia

O procurador-geral do Estado, Rodrigo Maia Rocha, devolveu o processo de um terreno localizado nas proximidades da Via Expressa, em São Luís, utilizado pelo Palácio dos Leões e pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) para atacar com mentiras o candidato a prefeito pela coligação “Por Amor a São Luís”, Wellington 11 (PP).

A devolução foi feita no final da manhã desta terça-feira 27, após Maia ser informado do recebimento, ontem 26, na PGE, de um mandado de busca e apreensão contra o Estado, por meio de sua pessoa, para devolver os autos do processo.

Caso não obedecesse a ordem judicial, o chefe da PGE poderia ser preso pelo crime de retenção de autos, podendo levar de seis meses a três anos de cadeia, além de condenado ao pagamento de multa. Contudo, ainda que tenha devolvido os autos por força judicial, o procurador-geral ainda pode ser indiciado pela polícia e ser condenado à mesma pena por ter devolvido a documentação fora do prazo determinado.

O pedido de instauração de inquérito policial contra ele pode ser requisitado pela própria polícia ou pela Justiça, além de ser encaminhado para a Seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), para que sejam apuradas e julgadas pelo Tribunal de Ética da instituição, segundo uma determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A ação abusiva de Rodrigo Maia aponta ainda para o uso claro da máquina pública estadual em favor do candidato do governador Flávio Dino (PCdoB) e o uso da estrutura do governo para fazer fato político em perseguição a um adversário, no caso Wellington, já que Rodrigo Maia agiu dolosamente, isto é, com vontade livre e consciente de prejudicar o progressista.

Isso acontece porque esse processo não deveria estar na PGE desde o início, já que o prazo era comum entre as partes. De acordo com o CPC (Código do Processo Civil), quando isso ocorre, a lei determina que o processo tem de ficar na Serventia Judicial para consulta das partes. Neste sentido, a conduta de Maia, segundo o Artigo 356 do CPC, caracteriza crime de sonegação de papel ou objeto de valor probatório.